Cinco sentidos para uma vida de bem-estar

Uma moça morena de roupão branco, bebe chá sentada em uma poltrona

Visão, olfato, audição, paladar e tato. Os cinco sentidos trazem vibrações e nos permitem vivenciar diferentes experiências cotidianas. Parece algo tão simples, mas muitas pessoas passam a existência sem se dar conta disso, perdendo oportunidades preciosas para levar uma vida plena de bem-estar. Perceber estas sensações é uma arte, que podemos aprender e exercitar ao longo do tempo, muitas vezes com receitas simples.

Neste artigo, convidamos você a conhecer melhor os seus sentidos, com dicas preciosas de como utilizá-los em sua busca por equilíbrio.

Estímulos Visuais

Enxergar é uma das nossas capacidades mais fascinantes. O sistema visual percebe objetos através da luz, permitindo identificar formas, tamanhos, distâncias e cores. A luminosidade é detectada pela retina, na parte posterior do olho, região que abriga células nervosas responsáveis por conduzir informações visuais ao cérebro.

Acostumar a nossa visão com ambientes em desequilíbrio aumenta a sensação de estresse, cansaço e ansiedade. Por outro lado, estímulos visuais relaxantes nos acalmam e proporcionam bem-estar.

Uma dica para quem deseja equilibrar o sentido mais usado pelas pessoas é cercar-se de flores e plantas, especialmente em casa e, se possível no trabalho. Um quadro com imagens de rios, oceanos, chuva ou lagos também pode ser uma ótima pedida. Estudos revelam que a cor azul está associada ao relaxamento.

Ative o Olfato

A parte superior das nossas fossas nasais possuem milhares receptores olfativos que captam por meio da inspiração dos odores presentes no ar. Curiosamente, o sistema olfativo dos seres humanos é capaz de identificar apenas um cheiro de cada vez, prevalecendo o mais forte.

Sentir odores marcantes, com propriedades para acalmar, ajuda a nossa saúde mental. Pode ser o cheiro da grama recém cortada, do mar ao entardecer, do bolo que nossa avó fazia, de terra molhada. São aromas prazerosos presentes em nossa memória, que ativam emoções agradáveis.

Outro recurso para ativar o poder do olfato em nosso próprio benefício é a aromaterapia, com emprego de óleos essenciais de plantas como lavanda, baunilha, eucalipto, hortelã, jasmim e melissa.

Sons da Qualidade de Vida

São três as partes por onde os sons percorrem em nosso sistema auditivo: as orelhas externa, média e interna. O pavilhão auditivo (a orelha) capta a entrada das ondas sonoras, atravessam o tímpano e chegam na orelha média, que recebem as vibrações e as conduzem até a parte interna, na cólclea, gerando sinais elétricos que o cérebro interpreta como som.

Os sons nos acalmam ou aumentam os níveis de estresse. Até mesmo o silêncio pode tanto tranquilizar quanto irritar, dependendo da situação. Uma forma de buscar o equilíbrio através da audição é escutar canções que geram emoções necessárias para momentos específicos vividos por você. Se está triste, que tal um samba alegre? Da mesma forma, caso esteja com baixa autoestima, uma música motivacional ou de superação será muito bem-vinda.

Paladar em equilíbrio

Se somos capazes de perceber cinco sabores – amargo, azedo, salgado, doce e umami -, isso ocorre porque nossa língua é dotada de papilas gustativas com receptores químicos que detectam substâncias dissolvidas pela saliva e enviam ao cérebro, por meio do nervo lingual, as informações referentes ao paladar.

Um chá quente ou comer um docinho pode acalmar e deixar a nossa mente mais relaxada. Mas é importante saborear com calma, desfrutar sem pressa. E, antes de correr para o açúcar refinado, saiba que há outras opções mais saudáveis que ajudam muito a diminuir os níveis de estresse. Abacate, uvas, maçã, mirtilo, banana, chá verde, amêndoas e salmão são ótimas opções.

Toque de Bem-Estar

Sensações táteis, como toque, dor, textura e temperatura, são captados por vários tipos de receptores presentes em nossa pele, o maior órgão do corpo humano. Esses receptores, distribuídos em maior ou menor quantidade em determinadas partes do corpo, transmitem tais sensações para o cérebro.

Uma carícia, a água quente, a brisa do mar, lençóis limpos, a sensação de flutuar quando nadamos em uma piscina, um abraço. O ser humano precisa de contato, e a pele é um prazeroso órgão a ser estimulado. Por isso, é importante nos presentearmos com estas experiências sempre que possível. Falando sobre este sentido tão especial, não poderíamos deixar de propor a você a nossa especialidade, a massagem. Sessões com um bom terapeuta harmonizam o seu corpo e melhoram a saúde.


Agora que você descobriu o potencial dos seus sentidos para melhorar a sua qualidade de vida, que tal começar?

Namastê  

Deixe uma Resposta

Deixe uma resposta