Massagem melhora a qualidade de vida?

Terapias com uso do toque liberam o hormônio ocitocina, aliado contra o estresse

A massagem equilibra o corpo, a mente e as emoções. Após uma sessão, é bastante comum que a pessoa sinta como se planasse sobre nuvens. E esta não é uma alusão despropositada, pois os benefícios da massoterapia são muitos e evidentes. Para se ter ideia, uma pesquisa da OnePoll nos EUA indicou que a massagem é considerada o segundo método mais necessário para recuperar a autoconfiança pré-pandêmica, ficando atrás somente das férias. Demonstração clara do poder das mãos para aliviar dores não apenas físicas, mas também relacionadas à saúde mental. Isso é muito relevante para este século XXI, pois vivemos a era dos problemas associados à psique, como estresse, depressão, ansiedade, fadiga e distúrbios do sono, que estão no topo das preocupações com a saúde da humanidade.

O Brasil é um dos países que apresenta maiores taxas destes males, o que foi agravado desde o início da pandemia. Pesquisa realizada ao final do primeiro semestre de 2020 pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e publicada no Journal of Psychiatric Research revelou que 80% das pessoas analisadas apresentaram sintomas de moderados a graves de ensiedade e, 68%, depressão. Metade dos entrevistados também relatou alterações no sono.

Não é possível entender o papel relevante da massoterapia para a melhoria da qualidade de vida destas pessoas sem ter conhecimento sobre um hormônio produzido em glândulas na região acima dos rins. Sim, estamos falando do cortisol, cuja produção em excesso pode desencadear os problemas que listamos no parágrafo acima. Onde as terapias que utilizam o toque entram na história? As massagens profissionais são apontadas por diversos estudos nacionais e internacionais como métodos eficazes para liberar um outro hormônio no corpo, a ocitocina, que funciona como uma antítese ao cortisol. Durante as sessões, os movimentos do terapeuta no corpo dos cientes liberam altos níveis destas moléculas, deixando as pessoas mais relaxadas, com sensação de bem-estar.

“A massagem é um caminho comprovadamente eficaz para melhora da qualidade de vida. Além de ajudar a relaxar o corpo e a mente, o toque tem um poder impressionante. Se me perguntarem o quanto pode ajudar, eu diria que incluí-la em seu dia a dia faz total diferença. Além da massoterapia, é importante ter alimentação balanceada, realizar exercícios físicos e a meditação também ajuda muito. O uso diário dos benefícios da aromaterapia complementa a sensação de bem estar “, destaca a coordenadora técnica do Buddha Spa, Fernanda Kawahara.

A depender do crescente interesse por massagem – atualmente 20% da população mundial é adepta – temos esperança contra os males do século XXI com o precioso auxílio do toque.

Deixe uma Resposta

Deixe uma resposta