Massagem - conhecendo seus benefícios

Pressão arterial elevada, enxaqueca e problemas na gravidez: massagem ajuda!

massagem por cc Flickr Karolina Kabat

Já falamos em outros artigos sobre o poder da massagem quando aplicada de forma assídua. Ela pode agir fazendo verdadeiras maravilhas pela nossa saúde. Veja neste artigo mais pesquisas sobre o assunto:

Pressão Arterial  Elevada

A ansiedade elevada, o estresse, depressão e hostilidade são grandes causadores e estão associados a pressão arterial elevada. Pesquisa confirmaram que a massagem terapêutica e relaxamento muscular progressivo podem ser utilizados como tratamentos para a redução da pressão arterial e dos sintomas associados. Na pesquisa, adultos que tinham sido diagnosticados como hipertensos receberam dez sessões de massagem de 30 minutos ao longo de cinco semanas. Como resultado, a pressão arterial foi diminuindo da primeira a última sessão de massagem terapêutica.

Enxaqueca

Outra pesquisa foi realizada em pessoas que sofriam de enxaqueca constante. Elas receberam duas massagens (de 30 minutos) por semana, durante cinco semanas consecutivas. Ao final, os pacientes confirmaram a diminuição da dor, menor frequência nas enxaquecas, sono mais tranquilo, além de ficar comprovado que eles apresentavam aumento de nível na serotonina.

Gravidez

Um teste foi realizado em vinte e seis mulheres grávidas. Elas receberam massagem terapêutica durante 5 semanas. O resultado? Menos ansiedade já após a primeira sessão e menor dor nas pernas, melhora do humor, sono mais tranquilo e menos dor nas costas até o último dia do estudo.

Estas são apenas três das várias pesquisas que relatam os inúmeros benefícios da massagem. Você pode se entregar a um “bom toque”, buscando apenas relaxamento e redução no nível de estresse. Mas o toque é mágico e reflete no seu bem-estar e também na sua saúde. Faça da massagem uma ferramenta para conquistar uma melhor qualidade de vida.

Conheça as massagens disponívies na rede Buddha Spa em:  www.buddhaspa.com.br

Fonte pesquisas: Touch Research Institute

Imagem: cc Flickr Karolina Kabat

 


Deixe um Comentário Cancelar resposta
O seu endereço de email não será publicado


RECEBA NOSSOS
INFORMATIVOS

Loja Online

Alerta
Ok
Carregando
Erro

Não foi possível ler a página!