Dieta sem glúten - a verdade que você precisa saber

O glúten é um dos alimentos que causa inflamação do intestino entre outros problemas.

GlútenNa revista boa forma do mês de agosto, a grande chamada da capa foi para a dieta sem glúten para emagrecer rapidamente, e a nota que chamou a atenção foi sobre o conselho regional de nutrologia ser contra a disseminação desta prática de forma indiscriminada, o que é um grande equívoco.

Na realidade, não há nada de novo sobre a retirada do glúten (presente no trigo, aveia, cevada e malte) da alimentação em países com grande enfoque em pesquisas científicas como os EUA. no Brasil, esta é uma prática que está se implementando com grande rapidez, pois assim como nos EUA, os resultados e o impacto no corpo são visíveis logo nos primeiros dias.

O mais incrível desta história toda é que independente de se ter intolerância ou não a esta proteína (caso de pessoas com doença celíaca), todos sem exceções, de crianças a idosos, são acometidos por um processo inflamatório intestinal ao entrarem em contato com ela. O nosso intestino está sendo considerado hoje como o “nosso segundo cérebro”, pois ele é responsável pela absorção e produção de diversas substâncias essenciais ao nosso organismo e que antes se atribuia ao cérebro.

Um exemplo é a serotonina, um neuro-transmissor que atua no nosso cérebro, gerando a sensação de prazer e bem-estar, e que a sua produção inadequada leva à maior parte dos casos de depressão. Noventa por cento de toda a nossa produção de serotonina advém do intestino, e então fica mais fácil compreendermos por que alimentos que causam inflamação a este órgão podem desregular tanto o nosso corpo física e emocionalmente.

Restrição calórica em dietas não é suficiente

A perda de peso associada ao glúten é principalmente a da gordura abdominal, por isso com dietas tradicionais, apenas com restrição calórica, é tão difícil eliminar esta bendita gordura. pessoas com dificuldade em emagrecer, mesmo fazendo diversas dietas e com o conhecido efeito-sanfona, beneficiam-se muito com a retirada do glúten da alimentação, pois na maior parte destes casos, é que os alimentos ingeridos pioram este processo de inflamação intestinal e inativam o metabolismo, bloqueando a perda de peso.

Foto por Keith Weller

Vantagens da sua eliminação da dieta

Mas as vantagens da sua eliminação da dieta, mesmo que por curtos períodos, vão muito além do que foi abordado. Segundo o instituto de maior respeito acadêmico em pesquisas sobre alimentos e seu impacto no corpo, o Institute of Functional Medicine, nos EUA, a lista de sintomas associados a alimentos que causam a inflamação do intestino, sendo o glúten um dos carros-chefe, vai desde obesidade, desenvolvimento de diabetes, problemas do coração, queda de cabelos, alergias de pele e respiratórias (e vemos uma frequência cada vez mais exuberante de pessoas com rinites, bronquites e sinusites), depressão (em minha clínica Wellness e Health Center- no Buddha Spa Ibirapuera, trato de muitos pacientes em que a queixa principal são os sintomas depressivos, falta de motivação e ansiedade exacerbada, inclusive em pessoas muito jovens já tomando mais de um tipo de anti-depressivos e ansiolíticos. Após toda a avaliação, os questionários específicos aplicados e a avaliação laboratorial funcional, todas elas estão sofrendo por problemas gerados por inflamação generalizada no organismo. Após a retirada do glúten e outras substâncias e a reposição específica de nutrientes para o corpo, os sintomas cessam completamente e a necessidade dos remédios, ou é reduzida para mais da metade ou, na grande maioria, há interrupção completa. Na prática, isto se observa com a mesma frequência em indivíduos com problemas gástricos crônicos e sensibilidades alimentares, e que, após curto período de tratamento, há o desaparecimento dos sintomas. Quase todos os tipos de cânceres já foram cientificamente comprovados por serem advindos da alimentação e dos processos inflamatórios decorrentes dela.

Em outra revista Época, o tema da capa também abordou a dieta do trigo, retirando o glúten da alimentação como sendo este um dos caminhos para a comida do futuro. E não há duvidas de que o é, pois quando vemos atráves de inúmeros artigos científicos o que ele faz com o nosso corpo e sentimos, na prática, os seus efeitos, não podemos mais ignorar essas informações.

Começar a nossa auto-cura e a melhora da nossa qualidade de vida está em nossas mãos!

 


Dra Thaisa Albanesi SantosPor: Thaisa Albanesi

Responsável pelo Wellness and Health Center do Buddha Spa Ibirapuera

Médica Nutróloga, membro da American Academy of Anti -Aging Medicine...

 

 

 

 

Imagens: Photl.com / cc Keith Weller

1 Comentários

Marcio Luis
2013-12-03 04:51:28
Não concordo com estes radicalismos. Acredito que devemos ter uma dieta balanceada sem modismos, pois o que parece benéfico para uns não pode ser para outros pois temos tipos e genéticas diferentes.
1 Comentários

Marcio Luis
2013-12-03 04:51:28
Não concordo com estes radicalismos. Acredito que devemos ter uma dieta balanceada sem modismos, pois o que parece benéfico para uns não pode ser para outros pois temos tipos e genéticas diferentes.

Deixe um Comentário Cancelar resposta
O seu endereço de email não será publicado


Deixe um Comentário Cancelar resposta
O seu endereço de email não será publicado


RECEBA NOSSOS
INFORMATIVOS

Loja Online

Alerta
Ok
Carregando
Erro

Não foi possível ler a página!