Atividades lúdicas no combate ao estresse

 

?Não há amor que resista a rotina do dia-a-dia?
Émile Herzog

Muitos estímulos externos influenciam nossas vidas, podendo modificar as condições que antes estavam estabilizadas. Por vezes desencadeiam reações adversas na estrutura da nossa mente e corpo, causando o efeito correspondente ao nosso conhecimento.  Se forem agradáveis, nós permaneceremos com a sensação de bem estar. Mas, se forem desagradáveis, fortes ou cumulativos - diários, podem gerar respostas exageradas e não proporcionais. O princípio do copo d´água transbordando. Reagiremos, então, sob estresse, pois nosso equilíbrio estará sendo prejudicado. Se formos submetidos a um nível ainda maior de pressão e nosso emocional não desenvolver uma proteção a altura, o dano recairá inevitavelmente sobre nós, gerando às vezes uma doença, psicológica ou física, influenciando o próprio Sistema Imunológico.

É verdade que um mesmo tipo de pressão, que poderia causar um doloroso estresse em uma pessoa, não tem o mesmo efeito em outra. Mas, diante de dificuldades, se mantivermos o controle de nossas emoções, vamos resolver melhor as situações, com menos tensões e sofrimentos.

É preciso criar rotinas equilibradas, evitando modificações drásticas em nossos hábitos de vida. A continuidade sucessiva de novos tipos de pressões e novas alterações provocam distúrbios físicos e espirituais, deixando sequelas.

Imagem: Criação: Eng. Joaquim L. Corrêa Lima, Dr. Aristóteles Bersou (cirurgião plástico), Mestre Ana Carolina Terra (psicóloga).

A facilidade e o incrível aumento da rapidez nas comunicações entre muitas pessoas ampliam a capacidade de estímulos desagradáveis que recebemos a cada dia. Por não conseguirmos digerir e absorver, tendemos a repassar parte de nosso estresse para outros mais chegados, como familiares, funcionários ou amigos e mesmo sem querer, ?descarregamos? neles grande parte de nossa momentânea negatividade.

O ser humano, após passar por uma etapa sucessiva de pressões, precisa praticar atividades lúdicas, propiciando um correto relaxamento de seu corpo, sua mente e seu espírito. Na realidade, as pessoas podem ser orientadas no sentido de as fazerem com melhores resultados e em menor tempo. Os danos à saúde serão menores se o estresse diminuir de intensidade de forma rápida.  É importante que as pessoas conheçam as alternativas à sua disposição, como as usar, quando fazer, aonde fazer e quais as mais indicadas para sua própria pessoa, pois precisam evitar atingir seus limites de suporte de tensão, cuidando sempre de evitar que  ?uma gota cause um transbordamento do copo já cheio?.

Por:  Correia  Lima

Engenheiro pela Escola Politécnica da USP, dedica-se ao turismo de saúde . . .



Deixe um Comentário Cancelar resposta
O seu endereço de email não será publicado


RECEBA NOSSOS
INFORMATIVOS

Loja Online

Alerta
Ok
Carregando
Erro

Não foi possível ler a página!