Nutrição Funcional e Artrite Reumatóide

Um sintoma comum da artrite reumatoide é a rigidez matinal. Após uma noite de sono, os pacientes amanhecem com dificuldade em movimentar as articulações, a qual permanece por mais de 1 hora. Nos casos mais graves, a rigidez matinal alivia somente parcialmente, permanecendo dor e limitação de movimentos permanentemente. Alguns pacientes queixam-se de mal estar, fadiga e dor muscular que podem acompanhar ou anteceder a artrite. Rigidez matinal e fadiga no final da tarde são usados para avaliar a atividade da doença.

Entretanto, algumas alterações nos hábitos alimentares podem ajudar na melhora da dor e no controle do processo inflamatório:

Consumo frequente de boas fontes de ômega ? 3, como peixes ou através da suplementação;

Redução ou eliminação do açúcar da dieta;

Restrição de alimentos processados;

Inclusão de alimentos integrais;

Aumento do consumo de alimentos crus;

Garantir uma boa saúde intestinal é essencial, já que um intestino desequilibrado acarreta em uma quebra inadequada de peptídeos e a reabsorção de toxinas no lúmen intestinal que caem na circulação e pode ocasionar  alergias e sensibilidades piorando o quadro de inflamação e dos sintomas desagradáveis;

Para a redução das toxinas devemos aumentar o fornecimento de antioxidantes para o organismo como a vitamina E,  C, selênio e flavonóides como o chá verde;

O aporte adequado de vitamina D tem papel importante na saúde osteoarticular;

E a última dica: uma dieta com redução de glúten ou até isenta do mesmo pode melhorar e muito o quadro da doença.

Crédito imagem: Photl.com/Studio Cl Art

Deixe uma Resposta

Deixe uma resposta