Dor de cabeça e a alimentação

dor de cabeçaDor de cabeça é definida como a presença de uma sensação dolorosa na cabeça, pescoço e face e seu nome científico é dado como cefaléia. As cefaléias mais intensas e incapacitantes chamam-se enxaquecas, caracterizadas por dores agudas que duram de 4 a 72 horas. As causas da dor são inúmeras, mas você  sabia que a alimentação pode ser uma delas?

A disbiose, desequilíbrio da microbiota intestinal, pode ser indiretamente a causa da enxaqueca. Quando o intestino está com excesso de bactérias nocivas pode ocorrer o crescimento de fungos como a cândida que além de causar as dores de cabeça,  sobrecarregam o fígado. Neste caso, a suplementação de lactobacilos é muito interessante.

A cefaléia pode ser um sintoma de alergia e/ou intolerâncias alimentares e os alimentos que podem ser considerados causadores são: leite e derivados, milho, oleaginosas especialmente castanhas de caju, produtos à base de soja, trigo, frutas cítricas, maçã, batata, tomate, berinjela, pimentão e pimenta.

Outras substâncias envolvidas na enxaqueca são aditivos alimentares ou naturais presentes nos alimentos: nitratos (salsicha, presunto, salame), o ácido benzóico (geléias, frutas desidratadas, margarinas), tartrazina (corante amarelo), glutamato monossódico (presente em muitos produtos industrializados), aspartame, tiramina.

cháOs alimentos que contem tiramina são responsáveis por 15% dos casos de enxaqueca, portanto, aquelas pessoas com este problema devem evitar o consumo de queijos envelhecidos, banana, ameixa vermelha, abacate, berinjela, tomate, vinagre, bebidas fermentadas como cerveja, vinho e a champagne no período de crise. Chá preto ou chá verde e outras bebidas que contem cafeína podem ser iniciadores de enxaqueca, assim como o chocolate e a bebida alcoólica que possuem as feniletilamina que também pode iniciar dores de cabeça em algumas pessoas.

A suplementação de alguns nutrientes podem ter atividade benéfica na redução da cefaléia, é o caso da vitamina C, bioflavonóides, vitaminas do complexo B, cálcio e magnésio. Alguns estudos mostram que o Ômega 3 pode ajudar na redução da frequência e intensidade das enxaquecas.

E um lembrete: dor de cabeça constante é um sintoma de que há um problema orgânico que necessita de investigação.

Por:  Dra Carolina Baccei

Bacharel em nutrição pelo Centro Universitário São Camilo. . .

 

 

Imagem superior: stock.xchng/ayleene de monn

1 Comentários

Regina
2011-08-13 07:48:52
Ótimas dicas! Adorei.
1 Comentários

Regina
2011-08-13 07:48:52
Ótimas dicas! Adorei.

Deixe um Comentário Cancelar resposta
O seu endereço de email não será publicado


Deixe um Comentário Cancelar resposta
O seu endereço de email não será publicado


RECEBA NOSSOS
INFORMATIVOS

Loja Online

Alerta
Ok
Carregando
Erro

Não foi possível ler a página!