Reflexologia

A reflexologia é uma técnica realizada através da aplicação de pressões em pontos dos pés que refletem os órgãos internos. A massagem é indicada para aliviar tensões, ativar a circulação e aumentar a vitalidade do corpo.

Ler mais

Você conhece os benefícios da reflexologia?

Reflexologia é o nome que se dá para a terapia executada por um fisioterapeuta ou por um acupunturista. Nesse método, são estimulados pontos do corpo, como mãos, nariz, crânio, orelhas e pés. O objetivo é combate problemas mentais e físicos. A reflexologia dos pés é o tipo mais popular e é realizada ao pressionar alguns pontos do pé. Ao fazer isso, a energia do corpo é reequilibrada e ainda é possível evitar o aparecimento de problemas de saúde.

Como ciência, a prática se baseia em estudos neurológicos e fisiológicos. Ao fazer a massagem nos pés, leva-se em conta que essa parte do corpo possui áreas que refletem e correspondem aos nossos órgãos. A prática não deve ser confundida com as massagens nos pés tradicionais, já que aqui ela é direcionada à parte do corpo e a função orgânica que se tem como objetivo atingir.

Há milhares de nervos em nossos pés; aproximadamente 15 mil apenas na região. Quando um órgão ou parte do corpo está comprometido, o ponto do pé que reflete naquela área fica mais sensível ao toque. Ao sentir o toque, é mais comum sentir desconforto e dor na área comprometida.

E vale lembrar que os pés possuem áreas correspondentes não apenas aos nossos órgãos, como também às glândulas e membros do corpo. Com a reflexologia pontos, sem a necessidade de equipamentos, mas apenas da técnica correta ao pressionar a área, o potencial de cura do órgão ou membro é estimulado. Por isso, os pés revelam-se uma área do corpo de extrema importância para manter uma boa saúde.

Até mesmo em casos em que não há doença, uma boa sessão de reflexologia podal é capaz de promover o relaxamento e o bem estar, essenciais para uma boa qualidade de vida. Vide citação do livro “The Complete Guide to Foot Reflexology”, de Kevin e Bárbara Kunz: “Se a reflexologia nunca conseguisse nada além do que combater o stress com relaxamento, ela estaria servindo muito bem aos seus propósitos”.

A reflexologia também permite entender a área do corpo que está com mais ou com menos energia acumulada. A prática é capaz de cuidar do corpo inteiro, como um conjunto, sem focar apenas nos sintomas. E, como não se faz uso de medicamentos, a participação da pessoa a ser tratada é essencial. Em vez de medicamentos, um fator importante para a cura é a mente, que deve acreditar que o método é capaz de tratar o que se propõe. Força de vontade e pensamento positivo são essenciais.

A técnica é derivada da medicina chinesa e serve como prevenção e tratamento adicional. Entre os problemas que procura tratar estão dores de cabeça, problemas de ansiedade, dores musculares, tensões, estresse, edemas e para fortalecer o sistema imunológico. No caso de estímulos na região abdominal, é possível tratar casos de prisão de ventre. A reflexologia consegue aumentar a circulação sanguínea e, por isso, inicia o seu método anti-inflamatório.

Benefícios para o corpo: Reflexologia</h3

Já nas primeiras sessões, é possível reconhecer algumas melhorias no corpo. Desde o início, é possível notar a melhora em quadros de depressão, estresse, insônia e ansiedade, controle em problemas no intestino, melhor oxigenação dos órgãos, diminuição de inflamações e dores corporais e a expulsão de toxinas. É importante lembrar que casos de depressão também devem ser acompanhados por psicólogos e/ou psiquiatras. A reflexologia é um método complementar e não deve ser substituto total da medicina.

Reflexologia: Indicações

Como já citado, a reflexologia é indicada para casos de dores locais e também para ajudar no estado emocional desequilibrado. Em todos os casos, ela deve ser feita como um método complementar. Além de ajudar na prevenção e tratamento de doenças e estados emocionais, ela também é indicada para tratar de tensões cotidianas.

Entre as dores mais recomendadas para serem tratadas pelo método estão a de coluna, no nervo ciático, nos músculos, enxaqueca e dor de cabeça, no estômago, dor de garganta e torcicolo. No caso de doenças inflamatórias, é indicado para tratar amigdalite, cistite, sinusite e rinite.

No caso de problemas emocionais, os mais populares a serem tratados pela reflexologia são a ansiedade, depressão e insônia. Em casos de doenças gastrointestinais, podem se beneficiar do método pessoas com má digestão, gastrite, constipação, hemorroida e azia. Por fim, a reflexologia é indicada para tratar também de cólicas menstruais, menopausa, tensão pré-menstrual, síndrome do ovário policístico e impotência sexual.

O método ainda é indicado para casos de inchaço nas pernas, asma, tireoide, para equilibrar o cálcio no corpo, labirintite e mais. Cada sessão costuma durar entre 30 e 60 minutos. Apesar dos efeitos serem sentidos desde a primeira sessão, é importante comparecer a pelo menos dez sessões para melhor aproveitamento de todos os benefícios da reflexologia.

Há contraindicação para fazer reflexologia?

Mesmo na reflexologia há contraindicação. Apesar de ser indicada para todas as idades e sexos, há alguns casos em que a prática é contraindicada. Quem usa marca-passo, por exemplo, não deve se submeter a uma sessão, pois ao estimular alguns pontos do corpo, os batimentos cardíacos podem aumentar e complicar o quadro.

Quem possui diabetes e não tem sua glicemia controlada também não deve fazer sessões de reflexologia. Pessoas com esse quadro podem ter coágulos de sangue. Ao serem estimulados numa sessão, podem obstruir na corrente sanguínea. Mesmo que a reflexologia não utilize material invasivo ou equipamentos, é importante ter cuidado nos casos de diabetes e hipertensão. Já no caso de grávidas, a prática só pode ser aderida após autorização médica.

Para completar, a reflexologia também não é indicada para quem possui machucados na região que deveria ser trabalhada, para quem tem uma fratura, trombose ou varizes expostas. Pessoas com melanomas e câncer também podem não se beneficiar do método.

Como funciona a massagem nos pés?

Para a reflexologia podal, é necessário utilizar um creme e passar pelos pés, massageando e tocando em cada ponto para perceber pontos de tensão ou com dor. Ao verificar alguma tensão ou dor, basta olhar o mapa dos pés para entender o ponto correspondente do corpo àquela região do pé.

Em seguida, é necessário pressionar o ponto com dor ou tensão até o limite. Enquanto o local é pressionado, é importante respirar de forma profunda. Quando a dor for aliviada, basta mudar o ponto pressionado em busca de mais locais de dor ou de tensão.

Mas há outros métodos para a reflexologia além de encontrar pontos de tensão e de dores. Para tratar uma pessoa com ansiedade, por exemplo, pode ser feita uma massagem no pé com técnica. Nesse caso, há até mesmo técnica em que o polegar é passado na área lateral do pé algumas vezes.

Os sete pontos nos pés: reflexologia

Lembre-se que a reflexologia conta com sete pontos. Para relaxar o corpo, basta pressionar durante cinco segundos as sete áreas abaixo:

  • Bolas dos dedos dos pés para desentupir o nariz;
  • Centro do dedo grande do pé para equilibrar secreções hormonais;
  • Borda superior interna da bola do pé para deixar o sistema imunológico mais forte;
  • Centro de bola do pé para descongestionar; Bola do pé no centro para desestressar;
  • Acima do centro do pé, próximo da borda interna, para reduzir inflamação e produzir cortisol;
  • Borda inferior externa do pé para produzir muco de forma regular.

Ao estimular todos esses sete pontos, o sistema imunológico fica mais forte e a sensação de bem-estar é ainda maior no dia a dia.

É importante lembrar, entretanto, que a reflexologia não cura. A reflexologia é um meio, mas a cura só é capaz de acontecer pelo corpo. A prática ajuda a equilibrar o corpo e estimula suas áreas. Nosso corpo é todo interligado e deve ficar em harmonia, pois uma parte em desarmonia pode ter efeito em todo o resto posteriormente.

E além de não tirar a importância da medicina tradicional ao tratar de dores e doenças, outros fatores podem contribuir em conjunto para a resolução do caso. Em quadros de ansiedade, por exemplo, é recomendado que a pessoa faça exercícios físicos, mesmo que dos mais leves, como caminhada. Após uma boa caminhada, o corpo libera endorfina, hormônio responsável pela sensação de alegria e relaxamento.

Em casos de azia, além da massagem específica para o quadro, é importante tomar alguns cuidados como comer devagar e em pequenas quantidades, além de evitar líquidos durante as refeições. No caso de prisão de ventre, é importante combinar a reflexologia com consumo regular de água e de alimentos com fibras. Não esqueça que o corpo deve ficar em harmonia e que quanto mais métodos para cuidar da sua saúde, melhor.

Menos

Duração
Quantidade
+
Prezado Cliente, o vale presente adquirido na loja virtual Buddha Spa segue as seguintes normas de utilização: 1 - O agendamento pode ser realizado em qualquer unidade da rede que disponha do serviço. 2 - Os serviços podem ser agendados de segunda a sábado, exceto domingos e feriados. 3 - Caso você possua um produto físico em seu voucher, você poderá retirá-lo na unidade de sua preferência que disponha do estoque do mesmo, ou escolher por recebe-lo em sua localidade.