Yoga para gestantes

O Yoga na gravidez: concentração, autoconhecimento, equilíbrio e relaxamento, um presente para a mãe e o bebê!

Yoga por Jean Henrique Wichinoski

A gravidez é um momento de transformações profundas na vida da mulher. Ser mãe é uma mudança radical e traz alegrias, satisfações, preocupações e angústias, mas também é uma dádiva, uma bênção. O Yoga é um grande aliado neste lindo processo de transformação, pois aumenta a concentração, o equilíbrio e relaxa. Além de diminuir os riscos de complicações obstétricas e melhorar o condicionamento físico. Dores lombares, nos tornozelos, nas articulações, respiração curta, alterações emocionais, são amenizados com as práticas de Yoga.

O autoconhecimento é um fator essencial para a gestante. A consciência das próprias emoções e sentimentos, a percepção de si mesma, a plena sintonia com o bebê muito consciente de que o aprendizado da vida se inicia antes do nascimento. O bebê sente as emoções e vibrações da mãe. As interpretações que a mãe faz do mundo são filtradas através de seu corpo para o bebê. Portanto o preparo psicofísico por meio do Yoga torna a gestação mais saudável e o parto uma experiência maravilhosa e compensadora.

Durante toda a prática do Yoga, o enfoque deve ser o interior. É importante que, em cada movimento, a mãe traga a consciência para o bebê e o imagine dentro do útero, flutuando livremente e rodeado pela energia distribuída suavemente pelos Asanas, que são as posturas do Yoga. Elas melhoram a circulação, fortalecem e trazem vitalidade. Dar à luz é um esforço físico e o corpo tem que estar preparado. Para a mãe, as posturas trazem a sensação de poder, o poder e a segurança para dar à luz com suas próprias forças e com facilidade. Fundamentando essa força vem naturalmente a confiança plena em seu próprio corpo.

As práticas respiratórias, conhecidas por Pranayamas, oxigenam o bebê e fazem com que ele receba a energia suave e profunda que flui com o pulsar rítmico da respiração. A consciência respiratória será de grande benefício no trabalho de parto, quando iniciam as contrações e a dilatação e para ajudar na fase expulsiva do bebê. Os exercícios respiratórios aumentam o fluxo de energia vital, relaxam e auxiliam a tornar mais flexível a musculatura abdominal e torácica, são aliados especiais na concentração e no bem-estar.

Na prática do Yoga, a preparação mental e física representa um caminho a seguir diariamente. Aprender a ouvir seu corpo e confiar em si mesma são grandes resultados desta prática. A intimidade profunda com o corpo eleva o poder intuitivo, a conexão consigo mesma cria uma sintonia próspera e positiva, uma força imensurável se faz presente em cada momento da gestação e principalmente no momento mágico do nascimento.

O nascimento é uma celebração, a celebração da vida, um encontro, o momento do bebê entrar no mundo por meio do corpo da mãe, um momento de profunda transição e transformação. É importante que a mãe abrace o medo e a ansiedade, bem como a sabedoria e a força. Pois, cada estágio do trabalho de parto traz crescimento e mudança.

A gestação e o parto são uma linda jornada e dar à luz um bebê é uma das experiências físicas e emocionais mais poderosas da vida de uma mulher.

O Yoga é um parceiro amoroso neste lindo momento e pode com certeza ser um presente para a mãe e seu bebê.

Sempre o melhor!!!

NAMASTÊ!!!

Dica de leitura: "Origens Mágicas, Vidas Encantadas" Deepak Chopra / David Simon / Vicki Abrams

 

Ana Cristina Langenberg BortolettoPor: Cris Langenberg

www.criaryoga.blogspot.com   

Instrutora de Yoga há mais de 20 anos com formação na Escola Aruna; Pós-graduação em Yoga pela UNIFMU. . .

 

 

 

 

Crédito imagem: cc Flickr/Jean Henrique Wichinoski

 


 


Deixe um Comentário Cancelar resposta
O seu endereço de email não será publicado


RECEBA NOSSOS
INFORMATIVOS

Loja Online

Alerta
Ok
Carregando
Erro

Não foi possível ler a página!