Respiração, Gravidade e Yoga - Integração de Forças

A prática do Yoga é uma forma consciente de se trabalhar e explorar a relação entre respiração e postura

yoga por  Ramnath Bhat

A prática do Yoga se fundamenta na exploração de como as forças vitais se expressam por meio de movimentos corporais, respiração e mente. O Yoga nasceu de experiências anatômicas muito reais feitas por muitos seguidores desta filosofia ao longo de milhares de anos. Estes desbravadores tinham o mesmo laboratório em comum: o corpo humano.

No princípio da vida, dentro do útero materno, o oxigênio é fornecido ao feto por meio do funículo umbilical. A mãe é quem respira. Nos pulmões da criança não há ar e há pouco sangue, uma vez que ainda não estão suficientemente maduros. O sistema circulatório é revertido, pelas veias corre sangue repleto de oxigênio e, pelas artérias, sangue com pouco oxigênio.

Nascer significa a separação do funículo umbilical - que nos sustentou durante nove meses. De repente , e pela primeira vez, a força e o empenho para garantir a sobrevivência é assumida pelo ser. O primeiro esforço declara a independência física e fisiológica. O primeiro sopro, o fôlego mais importante de nossa vida.

Esse primeiro sopro é de vital importância porque promove mudanças essenciais em todo o sistema circulatório, que até então se ocupava em receber sangue oxigenado da mãe. A primeira inspiração inunda os pulmões de sangue, lado esquerdo e direito se transformam em duas bombas, e os vasos que serviam especificamente para circulação fetal se fecham completamente.

O primeiro sopro é o mais forçoso. A força respiratório é de três a quatro vezes maior do que normal.

Mandala Yoga por Beth ScuphamOutra experiência de força que ocorre após o nascimento é a de sentir o peso do próprio corpo no espaço. Dentro do útero , o feto se encontra num ambiente sem peso e dentro de um espaço cheio de líquido. Ao nascer esse universo se expande e encontra-se a liberdade. Podendo mover-se livremente no espaço a gravidade passa a agir. Chega o momento de procurar o alimento, uma ação que envolve a complexidade de saber respirar, sugar e deglutir simultaneamente. Todos os músculos que trabalham neste complexo ato de sobrevivência também vão levar o ser a alcançar a primeira habilidade postural - suportar o peso da cabeça. O desenvolvimento postural inicia pela cabeça e, com o tempo, atinge as demais partes do corpo, até o início dos primeiros passos (cerca de um ano depois). Esse ciclo culmina com a formação completa da curvatura lombar (por volta dos 10 anos de idade).

Desde que nascemos somos confrontados por duas forças que não existiam no útero materno: a respiração e a gravidade. Para sobreviver o ser precisa equilibrar essas forças até seu último momento neste planeta. A prática do Yoga é uma forma consciente de se trabalhar e explorar a relação entre respiração e postura, é uma ferramenta muito útil que aproxima o ser de si mesmo e de sua própria força. A existência neste planeta exige que haja uma, pois o desequilíbrio de um lado vai com certeza acarretar um processo de desequilíbrio no outro também.

Esse texto foi retirado do livro "Anatomia do Yoga" de Leslie Kaminoff e tomei como base todas essas informações que julgo essenciais para nosso trabalho de auto-conhecimento e evolução. O Yoga é um dos muitos caminhos para um corpo forte, saudável e feliz." O Yoga estuda o Ser e este Ser habita um corpo físico. O Yoga entende que todos os seres precisam pensar com mais clareza, respirar melhor e se movimentar de maneira muito mais eficaz. A definição básica destra prática milenar é: integração de mente, respiração e corpo." Leslie Kaminoff

Que sua existência neste Planeta seja sempre muito próspera e feliz!!!

Em conexão com o melhor, sempre!!!

 

Ana Cristina Langenberg BortolettoPor: Cris Langenberg


www.criaryoga.blogspot.com   

 

Instrutora de Yoga há mais de 20 anos com formação na Escola Aruna; Pós-graduação em Yoga pela UNIFMU. . .



Crédito Imagens:

1 cc Flickr Ramnath Bhat (Mariko Bhakti praticando yoga em Templo Veerupaksha em Hampi)

2 cc Beth Scupham


Deixe um Comentário Cancelar resposta
O seu endereço de email não será publicado


RECEBA NOSSOS
INFORMATIVOS

Loja Online

Alerta
Ok
Carregando
Erro

Não foi possível ler a página!