Gravidez - o que Você precisa saber

Os nutrientes determinam a saúde do bebê e a recuperação no pós-parto da mãe

Dra Thaisa Albanesi Gestantes

Eu estava esperando para fazer esta sequência de matérias sobre gestação e fertilidade em homenagem à minha futura sobrinha, a primeira desta nova geração da família, que mal se manifestou e já está sendo embalada e esperada com muito muito amor! E, nas últimas semanas, coincidências ou não, tive notícias de pacientes muito queridas, que vivemos em um todo um preparo nos últimos meses para serem mamães e agora este sonho está sendo concretizado! Uma alegria compartilhada!

Hoje existe o conceito de "Imprinting Metabólico" (é o que há de mais moderno nos grandes centros de saúde dos EUA) em que fornecemos determinados suplementos e uma nutrição adequada ao casal para se modular as manifestações genéticas da criança que será gerada. Leva aproximadamente 100 dias para o óvulo feminino maturar e aproximadamente 72 dias para o espermatozoide se formar. Isto significa que em torno de 2-3 meses ANTES de ocorrer a fecundação, a alimentação tanto do homem quanto da mulher pode garantir a melhor qualidade do óvulo e espermatozoide formados. E mesmo quando não é possível este planejamento, uma das coisas mais importantes que a mulher pode fazer ao estar grávida é nutrir o seu bebê e o seu corpo com alimentos de grande densidade nutricional.

Os nutrientes são capazes de determinar a saúde ou não do bebê e a recuperação no pós-parto da mãe. Tudo que é ofertado a ele através da alimentação e suplementação da mãe é o que sabemos ser hoje os determinantes para uma série de condições como: resposta à infecções

- Alergias

- Doenças autoimunes

- Desenvolvimento neuro cognitivo (coordenação motora, aprendizagem, atenção, etc)

- Emocional (os estudos mais incríveis que depois irei citar, comprovam que determinados micronutrientes são os principais responsáveis por crianças com transtornos de atenção, hiperatividade, depressão)

- Autismo (sim, esta condição apenas tem sua manifestação genética dependendo de toxinas que a mãe foi exposta durante a gestação (ambientais e alimentares) - e segundo dados da Universidade de Columbia (EUA), 100% das mães de filhos autistas tem alterações na flora intestinal, com deficiência de probióticos ( lactobacillus).

Por isto que todas as minhas pacientes que estão nesta fase ou pretendem virar mamães em breve, preparamos todo um tratamento focado nesta avaliação e reposições necessárias. Na próxima matéria: o que comer e o que evitar, suplementos que não podem faltar na gestação e para a fertilidade.

 

Dra Thaisa Albanesi Santos

Dra Thaisa Albanesi Santos

Médica Nutróloga, membro da American Academy of Anti -Aging Medicine, e colaboradora da Federação Brasileira de Fisioculturismo - IFBB, responsável pelo Wellness and Health Center, no Buddha Spa Ibirapuera.

Instagram: @DraThaisa

Facebook: DraThaisa Albanesi

 

 

* As matérias do Buddha Spa Blog têm caráter informativo e nos são enviadas por profissionais altamente qualificados. Mas não podem substituir a consulta e o atendimento médico individualizado.


Deixe um Comentário Cancelar resposta
O seu endereço de email não será publicado


RECEBA NOSSOS
INFORMATIVOS

Loja Online

Alerta
Ok
Carregando
Erro

Não foi possível ler a página!