Como controlar a TPM através da Nutrição Funcional

TPM: os sintomas, dicas de dieta para amenizar o problema e o que deve ser evitado.

Imagem cc Flickr por Josh Janssen

As suas escolhas alimentares podem tornar esse período mais tranquilo ou cheio de desequilíbrios e desconfortos. A tensão pré-menstrual é um conjunto de sintomas físicos, psicológicos e emocionais que diversas mulheres sentem no período que antecede a menstruação, geralmente uma a duas semanas antes do início do ciclo menstrual. Acredita-se que estes sintomas são provocados pelas mudanças nos níveis de progesterona e estrogênio, que fazem alterações em neurotransmissores importantes, como a serotonina.

Os sintomas mais comuns são:

- Ganho de peso por retenção de líquidos
- Inchaço abdominal
- Sensibilidade nos seios
- Tensão ou ansiedade
- Humor depressivo
- Alterações de humor, irritabilidade ou raiva
- Mudanças de apetite e desejos por comida
- Dificuldades para pegar no sono e insônia
- Dores musculares e nas juntas
- Dor de cabeça
- Cansaço

Veja alguns nutrientes e alimentos que você deve priorizar e evitar neste período:

- Piridoxina (vitamina B6): Diminui a irritabilidade, ansiedade, alivia o endurecimento e inchaço das mamas e a retenção hídrica. Também ajuda a reduzir a compulsão alimentar.

Fontes Alimentares: cereais integrais como arroz integral e aveia, feijões, couve-flor, banana, abacate, uva-passa, nozes, salmão e soja.

Magnésio: A ingestão de alimentos ricos em magnésio reduz a retenção de líquidos, as dores de cabeça e a irritabilidade típicas dessa fase.

Fontes Alimentares: gérmen de trigo, tofu, cevada, chocolate, lentilha, soja em grãos, espinafre e castanha de caju.

Vitamina E: A vitamina E regula a produção de hormônios, reduzindo os sintomas dolorosos.

Fontes Alimentares: óleos (girassol, milho), azeite de oliva, abacate e em menor quantidade em vegetais folhosos.

Cromo: Ajuda a controlar a vontade de comer doces. Fontes Alimentares: levedo de cerveja, carne, fígado, trigo integral, batata, gérmen de trigo, ovos, ostras, maçãs e espinafre.
Ácidos Graxos Essenciais como Ômega 6 (Ácido Linoléico) e GLA (ácido gama linolênico): Apresentam ação antiinflamatória e analgésica.

ovosFontes Alimentares: presente no óleo de prímula e em alimentos como sementes, nozes e óleos vegetais.

Triptofano: Aminoácido precurssor da serotonina, responsável pelo aumento desse neurotransmissor no cérebro. Diminui a depressão, ansiedade, insônia e a irritabilidade causadas pela TPM.

Fontes Alimentares: carnes, ovos, soja, quinua, lentilhas, banana.

Tirosina: Um aminoácido que está relacionado com a produção de dopamina e adrenalina, ambos, neurotransmissores que promovem o estado de alerta, o "pique" e a alegria.

Fontes Alimentares: peixes, carnes magras, aves sem pele, ovos, leguminosas, nozes e castanhas e tofu.

O que se deve evitar:

Reduza o consumo de alimentos refinados (farinha, açúcar, massas, arroz) já que causarão uma sensação de bem-estar falsa, com um aumento imediato da glicemia e seguinte queda, gerando mal estar, irritação e ansiedade.

Reduza também a ingestão de sal, leite e derivados, café, chá, chocolate, coca-cola, alimentos e bebidas que contenham cafeína, álcool e evite o tabagismo. São medidas importantes para evitar a retenção de líquidos e o aumento de ansiedade comuns desse período.

 

 

Dra Carolina BacceiPor: Dra Carolina Baccei

www.carolbaccei.com.br

Bacharel em nutrição pelo Centro Universitário São Camilo. . .

 

 

 

 

Imagem: 1)cc Flickr por Josh Janssen  2)Photl.com

Leia também:

Biodisponibilidade: combine corretamente os alimentos e ganhe mais nutrientes

Cuide bem da sua Tireoide!


Deixe um Comentário Cancelar resposta
O seu endereço de email não será publicado


RECEBA NOSSOS
INFORMATIVOS

Loja Online

Alerta
Ok
Carregando
Erro

Não foi possível ler a página!